Grande Aracaju
Polícia Federal deflagra operação contra desvios no Hospital Santa Isabel
Declarações do IR apontam inconsistências na evolução patrimonial de pessoas ligadas a um dos diretores
Cotidiano | Por F5 News 05/08/2020 08h05 - Atualizado em 05/08/2020 10h23

Agentes da Polícia Federal estão nas ruas desde as primeiras horas da manhã desta quarta-feira (5) para o cumprimento de mandados de busca e apreensão em uma operação desencadeada para averiguar os indícios de desvios de recursos públicos no Hospital Santa Isabel, em Aracaju.

Ao todo, estão sendo cumpridas seis ordens judiciais em endereços ligados a um dos diretores da unidade de saúde em Aracaju e também no município de Nossa Senhora do Socorro, na região metropolitana, expedidas pela 2ª Vara da Justiça Federal de Sergipe. Logo cedo, equipes da PF estiveram em condomínios de luxo na zona sul da capital sergipana. 

De acordo com a PF, as investigações tiveram início a partir de constatação, por parte da Receita Federal, de inconsistências na evolução patrimonial declarada de um dos diretores do Hospital Santa Isabel e seus familiares.

A Receita Federal analisou as declarações de imposto de renda de pessoa física (DIRPF) dos investigados, relativas aos anos-calendários de 2004 a 2017, e constatou que, a partir de 2009, eles apresentaram declarações retificadoras de anos anteriores com a inclusão de altos valores no tipo “Dinheiro em espécie - Moeda nacional”, sem justificativa da origem do rendimento, informou a PF.

 A Polícia Federal obteve autorização judicial para acessar os dados bancários e fiscais dos investigados e identificou indícios de que a evolução patrimonial dos investigados advém de possíveis desvios de recursos públicos oriundos do Fundo Nacional de Saúde e de alguns Fundos Municipais de Sergipe.

"As principais evidências verificadas foram a emissão de cheques de altos valores em favor de pessoas físicas consideradas atípicas (empregados do hospital com baixa remuneração mensal e familiares dos investigados), a ausência de informações de fornecedores e/ou prestadores de serviços e de notas fiscais nos lançamentos contábeis e a existência de registros contábeis atípicos de saída de recursos", informou a Polícia Federal, sem divulgar os nomes dos investigados. 

O F5 News procurou o Hospital Santa Isabel, mas sua direção não se manifestou até a última atualização desta notícia. O espaço segue à disposição.  

Mais Notícias de Cotidiano
Lucas Aribé pede retorno gradual da meia passagem em Aracaju
01/10/2020  10h15 Lucas Aribé pede retorno gradual da meia passagem em Aracaju
Confira opções de destinos turísticos para o final do ano
01/10/2020  10h00 Confira opções de destinos turísticos para o final do ano
PRF detém homem com trouxas de drogas em rodovia de Umbaúba
01/10/2020  10h00 PRF detém homem com trouxas de drogas em rodovia de Umbaúba
Governo de SE decreta situação de emergência em Frei Paulo
01/10/2020  09h32 Governo de SE decreta situação de emergência em Frei Paulo
PM prende dupla por suspeita de receptação no município de Salgado
01/10/2020  09h00 PM prende dupla por suspeita de receptação no município de Salgado