Desenvolvimento
Banco do Nordeste fecha 2019 com lucro de mais de R$ 110 milhões em SE
Investimento na economia estadual chegou a R$ 1,2 bilhão no ano passado
Economia | Por Will Rodriguez 20/02/2020 08h53 - Atualizado em 20/02/2020 20h10

O Banco do Nordeste registrou um lucro líquido de R$ 110 milhões em Sergipe em 2019, conforme relatório de desempenho divulgado pela instituição financeira na noite desta quarta-feira (19). O resultado representa um crescimento de 46 % em relação ao ano de 2018, quando o lucro do BNB no estado alcançou R$ 75 milhões.

Ao longo dos 12 meses do ano passado, foram 191,7 mil operações de crédito, que cresceram 11,8% em comparação com 2018, no valor global de R$ 1,2 bilhão investido na economia estadual.

Do volume de recursos aplicados no estado, R$ 801,3 milhões são oriundos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste (FNE) em 21,04 mil contratações.

“Os segmentos que mais demandaram foram o comércio e serviços com 45% do FNE. Já o subsetor que mais demandou foi o de alimentos. Porém, há um destaque para o setor terciário de clínicas, a partir do surgimento das populares e da ampliação das especializadas”, detalhou o superintendente do BNB em Sergipe, César Santana.

No segmento de microfinanças, o BNB aplicou, no total, mais de R$ 400 milhões em Sergipe. Somente no Crediamigo, maior programa de microcrédito produtivo e orientado da América do Sul, voltado para micro empreendedores urbanos, foram R$ 326,7 milhões. Já no Agroamigo, destinado a agricultores familiares, as aplicações somaram quase R$ 100 milhões.

“Sergipe não tem fronteiras agrícolas. Plantamos algo em torno de 200 mil hectares e produzimos cerca de 760 mil toneladas, o que gera um incremento de mais de R$ 500 milhões. No ano passado, o BNB financiou ao setor um aporte próximo a R$ 100 milhões. Esse é um exemplo da multiplicação através da geração de receita, por isso a importância do fomento”, afirma o superintendente estadual.

Com 17 agências em Sergipe, três delas instaladas na capital sergipana, o Banco do Nordeste mantém uma carta com cerca de 130 mil clientes no estado. Para este ano, o orçamento de aplicação liberado foi de R$ 1,5 bilhão. “A gente não faz lucro pelo lucro, mas todo o trabalho permitiu esse resultado estruturante que vai beneficiar toda a região nordestina”, comenta Santana.

Regional

Com atuação em todo o Nordeste e no norte dos estados de Minas Gerais e Espírito Santo, o BNB obteve um lucro líquido de R$ 1,73 bilhão, correspondente ao crescimento de 135,6% em relação ao mesmo período do ano anterior e evolução de 93,3% no resultado operacional, alcançando R$ 2,44 bilhões.

“É isso que impacta diretamente a vida das pessoas, na medida em que o crédito fortalece as empresas, cria empregos e gera renda”, afirmou o presidente do BNB, Romildo Rolim, ao ressaltar que a inadimplência acompanhou a sequência de baixa dos anos anteriores e atualmente está em 3,3%.

Edição de texto: Monica Pinto
Mais Notícias de Economia
Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil
01/04/2020  19h50 Governo prorroga prazo de entrega da declaração do IR por dois meses
Foto: Seagri/ASN/Reprodução
01/04/2020  19h00 Nordeste propõe medidas para minimizar impactos na agricultura familiar
Aracaju deve perder R$ 85 milhões em tributos por causa do coronavírus
01/04/2020  17h07 Aracaju deve perder R$ 85 milhões em tributos por causa do coronavírus
Jornada de trabalho dos rodoviários é reduzida na Grande Aracaju
01/04/2020  13h43 Jornada de trabalho dos rodoviários é reduzida na Grande Aracaju
Pandemia: produtores rurais se preparam para diminuir riscos
01/04/2020  13h00 Pandemia: produtores rurais se preparam para diminuir riscos