Pix começa a funcionar no dia 3 de novembro para clientes selecionados
A medida faz parte de uma fase de testes que vai até 15 de novembro
Economia | Por Agência Brasil 30/10/2020 07h57

O Banco Central (BC) informou nesta quinta (29) que as primeiras operações do Pix, sistema instantâneo de pagamentos, vão começar no dia 3 de novembro e serão restritas a clientes selecionados pelas instituições financeiras. De acordo com o órgão, a medida faz parte de uma fase de testes que será realizada até 15 de novembro. No dia seguinte, 16 de novembro, o sistema entrará em operação para todos os usuários. 

Durante o período inicial, o horário de operação será restrito. As operações de pagamento e recebimento poderão ser feitas das 9h às 22h. No entanto, nos dias 5 e 12 de novembro, o horário para realização das transferências será ampliado e ocorrerá de 9h às 24h. Nos dias 6 e 13, o sistema vai funcionar de meia-noite às 22h. 

Hoje, o Banco Central também ampliou as funcionalidades do sistema. Com o Pix Cobrança, comerciantes poderão emitir um QR Code para que o consumidor faça o pagamento imediato por um produto ou serviço. Além disso, será permitido fazer cobranças em datas futuras, com atualizações de juros, multas ou descontos, como ocorre com os boletos. 

O BC também definiu que as instituições financeiras que oferecerem o serviço de integração com os usuários recebedores deverão usar a interface de programação padronizada pelo órgão. A medida foi tomada para evitar que um empresário não consiga mudar sua conta para outra instituição em razão dos custos da alteração. 

Saiba como o Pix vai funcionar

Mais Notícias de Economia
Foto: Agência Brasil/Reprodução
27/11/2020  21h00 Corretoras poderão atuar com pagamentos de boletos a partir de janeiro
Foto: divulgação
27/11/2020  13h05 Empresas sergipanas são reconhecidas pela ABAD por eficiência na atuação
Governo detalha pagamentos e saques do auxílio emergencial
27/11/2020  12h50 Governo detalha pagamentos e saques do auxílio emergencial
Caixa paga R$ 1,2 bi de auxílio emergencial para nascidos em abril
27/11/2020  10h00 Caixa paga R$ 1,2 bi de auxílio emergencial para nascidos em abril
Ipea prevê menor crescimento do agronegócio em 2021
27/11/2020  08h49 Ipea prevê menor crescimento do agronegócio em 2021